VOCÊ ESTÁ NO BLOG DA REDE SUAS   Click to listen highlighted text! VOCÊ ESTÁ NO BLOG DA REDE SUAS

Experiência de Assaré/CE

 

TÍTULO: Diagnostico Situacional Continuado – Programa de Monitoramento e Avaliação Continuado do SUAS

 

MUNICÍPIO/UF:  Assaré/CE
PERÍODO DE IMPLANTAÇÃO: Fevereiro – Dezembro de 2017
SECRETARIA: Secretaria Municipal do Trabalho e Assistência Social
EQUIPE: Coordenação de Gestão do SUAS e Vigilância Socioassistencial
E-MAIL: sasassare@hotmail.com.br
TELEFONE: (88) 99971-1026

 

OBJETIVO

Instrumentalizar o processo de monitoramento, acompanhamento e avaliação do território elencando e mapeando as áreas de maior vulnerabilidade, de modo a traçar ações estratégicas e maior e melhor resolutividade. Dinamizando e aperfeiçoando os recursos humanos e financeiros disponíveis no SUAS, para execução da politica de assistência social de modo a obter a eficiência, eficácia e efetividades das ações e resultados esperados e obtidos.

Objetivos Específicos

Criar um instrumental de contínua alimentação de dados mais fidedignos e em tempo real das áreas de maior vulnerabilidade;

Criar um protocolo de ações pautadas em metas, prazos e resultados a serem alcançados.

Incorporar na vivencia da equipe, a nova logística de atuação da Assistência Social, com base no conceito de monitoramento, avaliação e resultados.

Melhorar os índices da Assistência Social, com foco central na melhoria da qualidade de vida dos usuários da Politica.

 

FOCO/PÚBLICO-ALVO

A execução da ação deu-se dentro do território do município do Assaré, com enfase, nas áreas de maiores índices de vulnerabilidade e risco social.

 

CONTEXTO

A Secretaria, não dispunha de um marco que servisse de base referencial, para o trabalho de mapeamento e diagnostico situacional das áreas de risco. O que dificultava consideravelmente a realização das ações do setor de Vigilância Socioassistencial. As unidades da PSB e PSE, não tinham um mapeamento de suas áreas de abrangência com os índices de vulnerabilidade e riscos sociais, o trabalho até então dava-se de modo instintivo, não havendo um patamar mínimo de referencia de qual e ou quais as ações estratégicas a serem executadas. Acarretando em grandes e onerosos gastos financeiros e humanos de modo ineficaz e desnecessário.

 

METODOLOGIA

A metodologia do Diagnostico Situacional Continuado – Programa de Monitoramento e Avaliação Continuado do SUAS, deu-se a partir da elaboração do instrumental de  diagnostico de preenchimento continuado, com a elaboração do layout de fácil compreensão e aplicabilidade em sistema online.

A elaboração do diagnostico situacional, teve como coparticipantes os usuários e as unidades, equipamentos, serviços, programas e projetos (elencando os pontos facilitadores, dificultadores, demanda x recursos disponíveis humanos- materiais – financeiros).

Após a elaboração do instrumental e aplicação do mesmo, houve a apresentação dos resultados do diagnóstico, momento no qual toda a equipe, reuniu-se para debater e elaborar o planejamento estratégico para desenvolver as ações necessárias, bem como traçar metas para superação das lacunas identificadas no diagnostico.

Dado o mo momento de analise e deliberações, o passo seguinte foi o do monitoramento e avaliação continuada, de modo a termos um registro regular de todo o processo de execução, com reuniões de avaliação para identificar possíveis falhas no processo, e melhor adequação das mesmas.

 

ENVOLVIDOS/PARTICIPANTES

Usúarios da PSB e PSE: os usuários tiveram participação fundamental e primordial no processo de elaboração do instrumental, pois através das sugestões e participação ativa em oficinas de construção do mapeamento, os usuários deram forma e corpo ao instrumental com dados e informações mais fidedignas e reais da realidade local.

Técnicos de Nível Médio: intermediaram a participação dos usuários dos grupos nas oficinas e no processo de aplicação do instrumental no território de abrangência.

Técnicos de Nível Superior: executaram a mediação entre as partes envolvidas e deram o suporte técnico e referencial na aplicação, leitura e tabulação dos dados do diagnostico.

Coordenador da Vigilância Socioassistencial: coordenou todo o processo, juntamente com a equipe técnica de nível médio e superior organizou os dados coletados, tabulou, analisou e contextualizou os dados, resultando em um documento,o qual foi apresentado e disponiblizado nas unidades de PSB e PSE, dando enfase a ativa participação dos usuários.

 

INSUMOS NECESSÁRIOS

Infraestrutura: sala mobiliada, computadores, impressora, fotocopiadora, cadeiras, mesas, armários. Carro para deslocamento.

Materiais: prancheta, caneta, papel A4, papel madeira, cola, adesivos, pinceis, lápis, protetor solar (para as equipes e usuários que saíram a campo)

Sistemas utilizados: CADSUAS, SUASWEB, SICON, SISC, SIGPBF,SAGI, RMA, RMM, Censo IBGE, CEMARIS (Mapeamento dos riscos e violencias do Estado do Ceará – Instrumental  a nivel Estadual), CadÚnico.

 

RESULTADOS

100% do território do município mapeado, por área de vulnerabilidade, risco e índices de reincidência.

100% das potencialidades locais identificadas por faixa etária, gênero e áreas de interesse.

Aumento da participação direta dos usuários, onde os mesmos foram protagonistas centrais em todo o processo.

Otimização dos recursos financeiros e humanos dentro das ações e atividades na PSB e PSE.

 

MODELO DE ATENÇÃO

O Diagnostico Situacional Continuado – Programa de Monitoramento e Avaliação Continuado do SUAS, contribui para a efetivação, consolidação e fortalecimento do SUAS, no tocante a otimizar recursos, indicar as vulnerabilidades e traçar em tempo hábil, através de metas e prazos a superação a da problemática identificada. Sendo aplicado nos dois níveis de Proteção Social, com maior efetividade e aplicabilidade na PSB, onde o maior índice dos problemas que foram identificados, tiveram a sua resolutividade a tempo de não evoluírem para a PSE.

 

DESAFIOS E LIMITAÇÕES

Dificuldades e limitações: falta de referencial de base de dados local, incongruência entre os dados do IBGE com a realidade identificada.

Desafios: mapear todo o território do município, conseguir a adesão dos órgãos da rede intersetorial e dos usuários (para entenderem a importância do trabalho).

 

PRÓXIMOS PASSOS

Como continuidade, de implantação do  Diagnostico Situacional Continuado – Programa de Monitoramento e Avaliação Continuado do SUAS, estamos em processo de estudo, para transformá-lo em um sistema online de atualizações em tempo real com o cruzamento dos demais sistemas de banco de dados.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Click to listen highlighted text!